quinta-feira, 5 de abril de 2012

Abóbora


São plantas anuais, rasteiras, da família das cucurbitáceas. Ao grupo das abóboras pertencem a abóbora rasteira (Cucurbita moschata), a moranga (C. máxima), a moranga híbrida, obtida pelo cruzamento da moranga com a abóbora, e abobrinha-verde, que é uma variedade da abóbora rasteira. As abóboras são consumidas sob a forma de doces em diversos pratos salgados e são muito importantes nas dietas. Existem espécies destinados à ornamentação e à ração animal.


Época de plantio: desenvolve-se bem nas épocas quentes (temperatura na faixa de 20 a 35ºC). O calor excessivo queima os frutos e o frio prejudica a germinação de sementes e o crescimento da planta.




 Plantio: Colocam-se 4 sementes/cova.


Espaçamento: Abóbora: 5m entre linhas ou sulcos x 4m entre covas;
COVAS: 50cm de lado e 30cm de profundidade. Cada cova deve ser adubada com5 a 10kg de esterco de curral bem curtido ou 2 a 3kg de esterco de galinha.



Tratamentos: manter a cultura limpa na fase inicial. Depois da frutificação, o mato não parece prejudicar a cultura.


Irrigação: é preciso irrigar na fase de germinação.

 Época de colheita: abóbora - menina é comercializada ainda verde , com 25cm de comprimento (cerca de 380g de peso). A colheita inicia-se aos 75 dias até a maturação dos frutos. Moranga e tetsukabuto são colhidos 90 a 120 dias após o plantio, enquanto as abóboras secas levam 150 dias até a maturação dos frutos.

Pragas e doenças: Além das perturbações causadas pelas lesmas após a germinação, as plantas bem desenvolvidas da família das abóboras não são em geral muito afectadas por pragas ou doenças.



Sem comentários:

Enviar um comentário