sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Setembro

Na horta
 

Continuar a preparação dos talhões para as próximas sementeiras e plantações de Outono-Inverno, efectuando cavas fundas e procedendo ao enterramento do estrume e dos adubos.
Cuidas das hortaliças (bróculo, couve-flor, penca e repolho), que deverão ser estrumadas ou tapadas a meio do mês, se o não tiverem sido antes.
Semear: agriões, alfaces, azedas, beldroegas, cebolas, cenouras, chicórias, coentros, couves-flor, repolho, ervilhas, espinafres, favas, nabos, rabanetes, salsa, segurelha, etc.



No pomar
Dar início, nos pomares onde a colheita da fruta já estiver terminada, à poda e limpeza das árvores.

Prosseguir a enxertia a "olho dormente" de macieiras e pessegueiros, operação que convém ficar concluída em princípios de Outono. Enxertar, "em fenda", cerejeiras, macieiras e pereiras de formas altas.
Aplicar caldas oleosas aos citrinos atacados por cochonilhas, desde que os frutos não tenham mais que 2cm de diâmetro


No campo
Prosseguem as lavouras de alqueiva e deslavre, iniciando-se as gradagens das terras para as sementeiras outono-invernais.
Fazem-se as últimas limpezas nas valas e abrem-se frenos naqueles locais onde se costumem verificar excessos de água durante o Inverno e a Primavera. Estes trabalhos são indispensáveis, pois não é possível cultivar terrenos demasiado húmidos, visto a humidade em excesso ser tão grande ou mesmo maior inimiga das plantas do que a seca.
Enterram-se os estrumes destinados às próximas sementeiras sachadas.


 No jardim
Proceder à preparação do terriço para aplicar nos canteiros. Com os crisântemos tem-se cuidados especiais, como sejam a monda dos botões e a colocação de tutores. Estas operações são indispensáveis para a obtenção de bons exemplares de flores. Enterram-se os bolbos das tulipas, narcisos e jacintos. Semeiam-se amores-perfeitos, assembleias, cravos dobrados, ervilha-de-cheiro, gipsófila, malmequeres anuais, malvaíscos, margaridas, miosótis, papoilas, etc. Colher sementes de quase todas as plantas, quer anuais, quer vivazes.

Sem comentários:

Enviar um comentário