quinta-feira, 14 de março de 2013

Insectos auxiliares

Os insectos auxiliares constituem um recurso natural gratuito e renovável, presente em todas as culturas. Ao seu elevado valor e acção benéfica na limitação e controlo das pragas, junta-se a responsabilização pela polinização das flores. Assim, a existência de flores é determinante para a sobrevivência destes pequenos seres que estão na base de uma complexa cadeia alimentar. Basta cultivar plantas com flor, privilegiando-se as variedades de flor singela em vez das dobradas, devido ao facto da produção de néctar e pólen ser inferior nas últimas.
.
As árvores, os arbustos e as trepadeiras, quando bem seleccionadas em relação às suas flores e frutos, são indispensáveis como fornecedores de abrigo e alimento a animais; espécies não exóticas têm superior capacidade de atrair insectos. Ao serem criadas as condições para a existência de insectos, de uma forma natural surgirão as aves, também elas indispensáveis ao controlo de certas pragas, sendo de extrema importância para o equilíbrio natural.
.

Alguns exemplos

Joaninhas A utilização da joaninha no combate a certas pestes é um método natural a considerar pela sua simplicidade, inexistência de efeitos secundários e o não afectar o meio ambiente que é normalmente tão castigado com químicos. Tanto os adultos como as larvas são vorazes predadores de afídeos e acarídeos, que são na sua generalidade considerados pestes dos espaços verdes, bem como de outras pragas de corpo mole que existem sobre a vegetação. Cada larva consome cerca de 200 presas até atingir a maturidade, o que a torna num eficiente agente natural de limitação de muitas pragas.

.
Afidiídeos Os afidiídeos (Aphidius) são vespas parasitóides de cor preta, medindo aproximadamente de 2 a 5 mm de comprimento. Os adultos alimentam-se da melada dos afídeos.
.
Aranhas As aranhas têm-se revelado excelentes reguladores de pragas em sistemas agrícolas e muitas são conhecidos predadores de cigarras-verdes.

Mais exemplos aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário